Mata a cobra, e mostra o pau!

0
0

imgDepois do boato sobre a existência de cerca de R$ 1 bilhão de saldo positivo na caixa do GDF, anunciado pelo distrital Chico Leite (PT), a atual administração divulgou no começo da noite de hoje (05), o extrato bancário de sua conta no BRB, mostrando que o saldo atual é de apenas R$ 64.201,07.

Com salários e 13º salários de várias categorias em atraso, a gestão do governador Rodrigo Rollemberg, tem encontrado grande dificuldade para saldar as dívidas. A divulgação de que o GDF teria dinheiro suficiente para pagar os funcionários, causou muita confusão, e o governo foi obrigado a matar a cobra, e mostrar o pau.

NOTA DO GOVERNO

Os saldos da Conta Única do Tesouro do GDF, com data base em 31 de dezembro de 2014, que totalizam R$ 64.201,07, assim divididos:

Conta corrente: R$ 0,00

Fundo de Investimentos BRB RENDA FIXA GOVERNO: R$ 44.845,73

Fundo de Investimentos BRB MAIS: R$ 19.355,34

Certificado de Depósito Bancário: R$ 0,00

Saldo Total: R$ 64.201,07

O Governo do Distrito Federal explica, ainda, que os valores mencionados pela imprensa nesta segunda-feira (05), não condizem com a realidade, conforme extrato demonstrado (em anexo) e divulgado através de ofício da Diretoria de Desenvolvimento, Governo, Crédito Imobiliário e Agronegócio, da Gerência de Governo do Banco de Brasília (BRB) e também pela Secretaria de Fazenda do GDF (também em anexo).

As despesas realizadas nos dias 30 e 31 de dezembro de 2014 ainda não foram contabilizadas no sistema financeiro do governo, o que gerou uma falsa interpretação dos valores divulgados pela imprensa, muito acima do que realmente existe nos cofres públicos.

Nesta terça-feira, às 15h30, os secretários Leonardo Colombini (Fazenda), Leany Lemos (Planejamento, Orçamento e Gestão) e Antônio Paulo Vogel (Gestão Administrativa e Desburocratização), concederão entrevista coletiva, no Palácio do Buriti, para apresentar e explicar a real situação financeira do Distrito Federal.

Postado por Simone de Moraes

Fonte: Câmara em Pauta – 23:57:00 05/01/2015

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA