Auxílio-reclusão sobe para R$ 1.302 e iguala o salário mínimo

Valor foi reajustado junto com outros benefícios do INSS

0
60
FAZ O L
FAZ O L
O valor do auxílio-reclusão, benefício pago aos dependentes de baixa renda de um segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que cumpre prisão em regime fechado, foi reajustado de R$ 1.212 para R$ 1.302 a partir de 2023. A mudança faz com que o valor seja igualado ao atual salário mínimo.
A alteração consta na Portaria Interministerial 26, editada no último dia 10 de janeiro pelos ministérios da Previdência e da Fazenda, que reajustou o valor dos benefícios pagos pelo INSS. A quantia é devida atualmente aos familiares dos presos que contribuíram para a Previdência nos 24 meses anteriores à prisão.

LEIA TAMBÉM

Polícia investiga desaparecimento de 8 pessoas da mesma família.

Mais de 400 foragidos de presídios de Presidios no DF, Veja quem são e ajude a prende-los

Para que a família receba o valor, o preso precisa ter tido uma renda média mensal nos últimos 12 meses de até R$ 1.754,18. Este valor é referente ao ano de 2023, sendo atualizado anualmente pelo INSS. Até o ano passado, esse limite era de R$ 1.655,98.

Em 2019, a reforma da Previdência trouxe mudanças para o auxílio-reclusão, que devem ser consideradas na hora de requisitar o benefício. Presos que cumpram pena em regime semiaberto e tenham sido presos a partir de 19 de junho de 2019, por exemplo, não são mais elegíveis para o benefício.

Além disso, há mudanças no formato de análise de renda dos presos. Para aqueles presos até 19 de junho de 2019, a renda bruta mensal considerada é equivalente ao último salário recebido pelo preso e não à média dos últimos 12 meses. Além disso, para aqueles presos antes da reforma, não há necessidade de comprovar a contribuição com a Previdência nos últimos 24 meses.

SE VOCÊ É EMPRESARIO, COMERCIANTE OU PRESTADOR DE SERVIÇO CLIQUE AQUI

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA